Azulejos, os queridinhos da decoração

Postado em 13/11/2020

Velhos conhecidos das casas brasileiras, os azulejos são uma herança colonial portuguesa. Eles desembarcaram por aqui no século XVII e se tornaram, desde então, um adorno comum na decoração das residências. Seja com uma função prática, pela facilidade na limpeza e manutenção, seja pelo estilo clássico proposto, as peças chegaram a perder espaço nos anos 80 e 90, mas logo voltaram a ser tendência.

 

Utilizados principalmente em ambientes onde há umidade e necessidade constante de limpeza, como a cozinha, o banheiro e a lavanderia, os azulejos se mostram versáteis e proporcionam um leque de possibilidades na composição das peças. Além do mais, é possível substituí-los por adesivos e papéis de parede, materiais que apresentam excelentes resultados na estética da decoração e acabam se tornando alternativas mais econômicas.

 

Possuindo diferentes texturas, cores e padrões, quando aplicados, os azulejos são peças importantes na constituição da atmosfera desejada para os espaços. Os mais claros e neutros, como os clássicos portugueses em tons de azul, ampliam o ambiente e imprimem sensação de leveza e tranquilidade, já as cores vibrantes e a combinação de tons contrastantes evidenciam espaços modernos e ousados em suas personalidades.

 

Os azulejos também podem aparecer integrados ao mobiliário, como em portas de armários, mesas e até no chão, uma vez que seus padrões podem ser combinados para formar desenhos e recortes. As composições únicas e a fácil manutenção tornam as peças objetos de desejo nos espaços quando o assunto é decoração.